quarta-feira, 17 de junho de 2009

BRASIL... DIPLOMA DE JORNALISMO NÃO É OBRIGATÓRIO PARA EXERCER A PROFISSÃO

Esta foto postada no site http://www.primeirodeabril.com.br faz uma ironia com a decisão do Supremo Tribunal Federal por votarem contra a exigência do diploma para o exercício da profissão de Jornalista.

STF derruba exigência do diploma para o exercício do Jornalismo

Em julgamento realizado nesta quarta-feira (17/06), o Supremo Tribunal Federal deu provimento ao Recurso Extraordinário RE 511961, interposto pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de São Paulo. Neste julgamento histórico, o STF pôs fim a uma conquista de 40 anos dos jornalistas e da sociedade brasileira, tornando não obrigatória a exigência de diploma para exercício da profissão. A executiva da FENAJ se reúne nesta quinta-feira para avaliar o resultado e traçar novas estratégias da luta pela qualificação do Jornalismo.
.
O ministro Gilmar Mendes apresentou seu relatório e voto pela inconstitucionalidade da exigência do diploma para o exercício profissional do Jornalismo. Em determinado trecho, ele mencionou as atividades de culinária e corte e costura, para as quais não é exigido diploma. Dos 9 ministros presentes, sete acompanharam o voto do relator. O ministro Marco Aurélio votou favoravelmente à manutenção do diploma.
.
Votaram contra a exigência do diploma:
Carlos Ayres Britto
Carmem Lúcia
Celso de Mello
Cezar Peluso
Ellen Gracie
Eros Grau
Gilmar Mendes
Ricardo Lewandowski
.
Somente o ministro Marco Aurélio defendeu a necessidade de curso superior em jornalismo para o exercício da profissão.
.
Se os oito ministros foram à favor da desregulamentação da nossa profissão de Jornalista, pelos mesmos critérios de julgamento, deveriam votar pela desregulamentação de todas as profissões, começando pela profissão de magistrado. Para que o diploma de Direito, hein Ministro Gilmar Mendes, se não são exigidos diplomas para as atividades de culinária e corte e costura? Se a sua magnífica comparação vale para Jornalismo, com certeza, vale para o curso de Direito também!
.
Chega de desrespeito com os profissionais, chega de desrespeito com a população brasileira. Fenaj, por favor, prossiga nessa luta em defesa do diploma.
.
Ahhh... já ia esquecendo... meus pêsames Senhores Ministros por colocarem fim a uma conquista de 40 anos dos jornalistas e da sociedade brasileira.
.
Leia a matéria completa no site da FENAJ:

2 comentários:

  1. Estou contigo Sonia! Não tem jeito!

    beijo

    ps. obg. pelo teu voto :)

    ResponderExcluir
  2. Absurdo! Eu fico me perguntando: Aonde o Brasil vai parar? O que esses ministros têm na cabeça. Será que eles não pensam em como será daqui pra frente? Sim, porque não é de se duvidar que logo aparecerá por ai um monte de pessoas que acham que ser Jornalista é simplesmente sentar na frente de um computador e redigir textos do jeito que bem entendem, se é que entendem. E aonde fica a ética e as informações de qualidade? Bom, quem sabe o Ministro Gilmar Mendes nos responderia, não é?

    Vamos torcer para que a Fenaj vença esta luta!

    Abração Sonia e parabéns pela abordagem.

    ResponderExcluir